aew

Concluí recentemente minha segunda experiência ZigømaR. Para aqueles que ainda não tiveram a oportunidade de acompanhar a primeira, poderão faze-lo AQUI.

http://soundcloud.com/urukzil/sets/zigomar/

Por ser uma compilação mais extensa, também terá uma elaboração textual maior aqui na TOCADOMAGGOT. A intenção dessa segunda leva de sons era, desde o princípio, de teor conceitual. Uma sugestão que recebi nos tempos da ‘suíte do são paulo’ era a continuação com um ‘concerto folclórico brasileiro’. Abracei essa ideia e botei a mão na massa. Vou comentar individualmente cada uma das faixas e dar um insight de como foram concebidas:

Boitatá – Provavelmente a faixa mais ‘easy-listening’. Ainda segue os padrões de loop multi-layer da súite, também conta com a instrumentação variada. Dessa vez, uma forma mais homogênea se fecha com a base definida, aquilo lá que se repete invariavelmente de tempo em tempo. Com essa ‘estrutura’, o improviso corre solto. Sem dúvida, esse é a faixa de abertura que eu idealizei. Perfeita para uma introdução ao que virá pela frente da forma mais suave possível. Sólidos 11:30 que parecem nunca acabar e passar muito rápido.

Saci Pererê – Meu diálogo com a música ‘Bole-Bole‘ de Lucas Nildaimon. Sempre tive vontade de fazer algum tipo de homenagem a essa canção fabulosa! Tive aqui o meu espaço. Nada muito pesado, se não me engano foram só três tracks. Espero ainda fazer algo do tipo com ‘Eu gosto de sopa‘ no futuro. O nome é derivado da fisionomia sacística do próprio Lucas.

Mula-Sem-Cabeça – Nesse ponto, já temos a primeira introdução ao caos total. O diálogo entre os instrumentos também é característico da suíte, mas só se faz presente após a intervenção mashup. A avalanche de sons diferenciados condiz com essa entidade em particular, que chega a contar com participações de André MercuryMC Lukinha, Bonde da Stronda e Avassaladores.

Boto Cor-de-Rosa – Até onde acordes aleatórios podem sustentar uma harmonia? Explorei o limite do acaso e intuição nesse duo de guitarras. O resultado foi bem diferente do que eu esperava. Virou algo meio bossa… Apesar de eu nem mesmo tocar esse repertório! Muito bacana. O nome representa a dualidade do boto como animal e como homem e tenta transportar a textura resultante para a própria textura do boto como animal… claro, liso, sutil… sei lá.

Minhocuçu – Bastante interessante. Tentei evitar o ruído e fazer uma camada sonora suave, trabalhando diversas efeitos sonoros com mais liberdade do que a escolha de notas. Acho que o efeito percussivo dá a impressão de desbravamento das selvas amazonenses pelo vorme gigantesco e sua estética e personalidade são transmitidos por esse som vagaroso.

Negrinho do Pastoreiro – Minha favorita. Empregando a técnica do tapping e sequênciadores sintetizados, obtive alguns resultados impressionantes nesse track gravado na casa do cave. Começa bem tranquilo, controlando bastante a tensão, explora um pouco de isoritmia e fica por essa onda até o final. O nome dialoga com a imagem abaixo, situando-se, de certo modo, em um ‘plano astral’.

Caipora – Explosiva e apressada, Caipora e seu porco-do-mato perseguem um caçador. Essa é a temática desse track, que não inova nas técnicas usadas e instrumentada à suite. Sonoridade bem característica do ZigømaR.

Curupira – A mais trabalhada das faixas, é uma dualidade da mesma gravação. Uma inversão confronta a original, simbolizando os pés invertidos da entidade deixando pegadas enganosas por onde passa. Uma inversão de canais ao decorrer dessa música assegura uma escuta mais ‘imersiva’, mas que só pode ser providenciada por fones ou um sistema de som hd.

comentada e publicada, minha contribuição para a disseminação da improvisação livre aqui termina

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s